Jornal O Serigráfico

Fim de ano é um período de planejamento, dentro do qual muitos já colocaram o sonho de ter um negócio próprio, infelizmente, o que se observa é que esse é um dos primeiros a ser deixados de lado durante o ano.

Isso pelo fato de que abrir um negócio é cercado de grandes dificuldades; basta, se pensar em toda estrutura física necessária, verá que os custos serão muito acima do que a realidade de alguém que está iniciando um projeto pode arcar. E para conquistar clientes, então?

Para que os sonhos desses profissionais não se tornem um pesadelo, o presidente da Gowork, especializada em Escritórios Compartilhados, Fernando Bottura, detalhou caminhos que observou acertado nas empresas que observou nascer e crescer:

Planejar é a alma do negócio – Na hora de abrir uma empresa ser impulsivo só irá prejudicar, principalmente em São Paulo, onde qualquer erro pode acabar com um negócio, pois fará com que tenha ações desordenadas que dificultarão o sucesso. Assim, a recomendação é ter plano de negócio estabelecido, público alvo e estrutura necessária, é necessário sentar e ver o que se pretende e como se objetiva atingir. Também é importante pesquisar como está o mercado em que pretende atuar, para ver em qual nicho de público se encaixará.

Qual o aporte financeiro inicial – uma empresa tem custos para funcionar que vão além do pagamento mensal do empreendedor. Dentre esses os principais são as taxas da junta comercial e da emissão do alvará, dentre outras que variam de acordo com a localidade e o ramo de atuação.

Reduções inteligentes são o caminho – a busca de alternativas aos altos custos administrativos existentes em São Paulo devem ser uma prioridade,  sendo os aluguéis um dos mais altos do país. Saiba que custos como aluguel, recepcionista, material de escritório, energia e telefone eliminarão grande parte de seus lucros. Assim, é primordial reduzir esses ao máximo. Uma boa dica para quem está iniciando em uma área são os espaços de coworking, ou escritórios compartilhados, que permitem unificar todos esses gastos em um, muito menor que a soma de todos anteriores.

Regularize sua empresa – Hoje os empreendedores podem alinhar sua empresa dentro de diversos tipos de tributação como MEI, Eireli, Simples, Presumido ou Real. Sendo necessárias as análises com antecedência para que se tenha certeza da opção, diminuindo as chances de erros e pagando o menor valor possível de tributos

Seja visto – Aparecer em São Paulo não é uma tarefa simples. Se já tiver uma ampla carteira de clientes, parabéns! Mas saiba que isso é uma exceção, assim, hora de buscar clientes, busque investir em ampliar redes de relacionamento, se estiver em um coworking busque se relacionar com os parceiros. Se não, busque associações. Também é primordial investir em marketing, como um site ou ferramentas de captação de clientes de baixo custo e com retorno certos.

Fernando Bottura é presidente da Gowork, empresa especializada em Escritórios Compartilhados

Comente: