Jornal O Serigráfico

* Thomaz Caspary

 

                Certamente vocês conhecem a história do empreendedor “SR. SAPO”. De acordo com uma determinada parábola, se você colocar um sapo numa panela de água fervendo, ele pula fora e salva a própria vida.

Mas se você colocar o sapo numa panela de água fria e for esquentando a água aos poucos, ele não percebe a mudança da temperatura e morre cozido. Mas por que o sapo não pula quando a água começa a ficar quente?

Vamos analisar as reações do sapo enquanto água está esquentando e  verificar o que se passa na cabeça deste animal:

 

28 GRAUS

– Humm… que água gostosa …

 

32 GRAUS

– É … a água está boazinha …

 

38 GRAUS

– Está ficando quente… Que droga de água! Ela nunca foi quente, por que está esquentando?

 

42 GRAUS

– Realmente, esta água está quente de verdade, tenho que falar com o supervisor das águas. Claro, eu podia pular fora, mas onde será que vou cair? Melhor esperar só mais um pouquinho.

 

43 GRAUS

– Meu Deus! Será que eu tenho que fazer tudo por aqui? Já reclamei e ninguém toma uma atitude? Será que ninguém nota que a água está super quente? Vou esperar mais um pouco …

 

46 GRAUS

– Eu devia ter pulado fora quando eu tive oportunidade, agora é tarde. Estou sem forças.

 

48 GRAUS

– “SAPO MORTO”.

 

O pensamento do sapo ilustra o processo de mudança no ambiente e como as pessoas reagem.  No mundo de hoje em que as mudanças de “temperatura” são tão corriqueiras, quem pensa como o sapo perde as oportunidades de mudar e crescer.

Se você tem, por exemplo, dificuldades de Gestão ou de relacionamento com seus subordinados, que tal parar de reclamar e tomar uma atitude?  Pule para uma atitude mais sadia revendo suas próprias atitudes para alcançar suas metas.  Pense em que nível está a temperatura da sua água.  Qual vai ser o primeiro passo que você vai dar?

Como vimos acima, quando a água está perto do ponto de fervura o sapo tenta saltar para fora, mas não consegue mais, pois já perdeu sua capacidade de reação. Alguns diriam que o que matou o sapo foi a água fervendo…. Mas o que o matou, na realidade, foi a sua falta de reação quando ainda tinha condições de lutar.

Senhores Empresários! Nós somos o sapo neste momento. O mercado, os concorrentes e o Governo estão nos cozinhando direitinho. Mas por favor, não faça como o sapo que ficou dando voltas dentro da mesma panela !!!

Pense nisso e tome uma atitude coerente.

 

Thomaz Caspary é consultor de empresas e diretor da Printconsult Ltda. tcaspary@uol.com.br Tel.: (11) 3167-6939 e (11) 99105-2776.

 

 

Comente: