Jornal O Serigráfico

 

Realizada pela Posigraf, análise reafirma força da mídia impressa

Utilizado por 84% dos consumidores no processo de decisão de compra, o impresso é uma das melhores formas de divulgação de preços, produtos e serviços. A conclusão é de uma pesquisa realizada pela Posigraf, em seis capitais brasileiras. Estudo semelhante feito no mercado dos Estados Unidos, pela MarketingSherpa, aponta que 82% do público norte-americano confiam nas informações dos anúncios impressos quando decidem comprar. Os resultados dos levantamentos surpreendem se for considerada a abrangência do mercado digital para o universo consumidor mundial. O maior índice de confiança no meio digital ficou com as ferramentas de busca, como Google e Bing: 61%. Chama a atenção o fato de que nenhum outro tipo de publicidade digital conseguiu índice acima de 50% – ou seja, os meios causam mais desconfiança do que confiança na qualidade das informações publicitárias.

A pesquisa da Posigraf teve por objetivo medir a importância dos anúncios impressos como ferramenta que incentiva na hora da compra e envolveu um universo de quase mil consumidores das cidades de Belo Horizonte (MG), Rio de Janeiro (RJ), São Paulo (SP), Curitiba (PR), Florianópolis (SC) e Porto Alegre (RS), homens e mulheres de 18 a 60 anos. O levantamento mostrou que 66% dos entrevistados foram até a loja após ver a propaganda nesse meio de comunicação que, por sua vez, influenciou 61% a realizarem a compra.

Por outro lado, a influência da internet no processo de compra chegou a 38% dos entrevistados, e da TV em 59%. Comparando com outros meios de comunicação, a pesquisa assinala que 50% dos entrevistados compraram um produto após pesquisar na internet, e 45% ao ver propaganda na TV. Os consumidores admitiram que o que mais gostam de ver nos impressos são preços e promoções. O levantamento revelou que o índice de eficiência de conversão dos impressos promocionais chegou a 70%. Em relação à fonte de informações para a compra de bens duráveis, os anúncios foram consultados por 80% das pessoas entrevistadas e 48% efetuou a compra após ter visto o produto em um impresso publicitário.

A pesquisa brasileira resume que, em relação a bens duráveis, 8 em cada 10 consumidores usaram impressos promocionais ao menos uma vez ao mês para se informar sobre produtos, preços e promoções. Os entrevistados (51%) afirmaram que, em relação às mídias eletrônicas (TV, rádio e internet), a principal vantagem dos anúncios publicados em tablóides e folhetos é a facilidade e comodidade de obter informações sobre preços, produtos e serviços. Esse público valoriza nos impressos a exposição clara dos preços (grandes e visíveis).

 

Fonte: Posigraf

 

Comente: