0 Comments

EPSON---paperlab_image_II

Com a PaperLab usuários podem produzir papel novo a partir de resíduos de papel triturado

A Epson, líder mundial em impressão, projeção e imagem digital, apresenta a PaperLab, a primeira máquina de reciclagem de papel para escritórios do mundo, capaz de produzir papel novo a partir de resíduos de papel triturado, sem a necessidade de utilização de água. A empresa planeja começar a produção comercial do novo equipamento em 2016 no Japão. Tem, entretanto, planos futuros para levar o produto para outras regiões do mundo. Com a PaperLab, empresas e órgãos governamentais podem produzir papéis com tamanhos, espessuras e gramaturas diferentes, a partir de papéis utilizados e descartados nas empresas.

Um protótipo do produto foi apresentado na Eco-Products 2015, uma exposição sobre tecnologias sustentáveis, que foi realizada no Tokyo Big Sight (Centro Internacional de Exposições Tokyo), entre 10 a 12 de dezembro.
O papel é um recurso limitado. Como uma empresa líder na indústria de impressão, a Epson tem estado muito envolvida nos uso desse recurso com os seus produtos. Em razão disso, a empresa começou a desenvolver uma tecnologia que mudará o ciclo do papel. Com a PaperLab, visa proporcionar um novo valor e promover a reciclagem. As características do novo sistema de reciclagem beneficiam os donos dos escritórios e empresas. Normalmente, o processo de reciclagem é longo e, geralmente, inclui o transporte de resíduos de papel do escritório para o centro de reciclagem responsável. A PaperLab concentra todo processo de reciclagem no próprio local, sem precisar de logística de descarte.
Até então, as empresas contratavam responsáveis pela remoção e eliminação de documentos confidenciais. Com a PaperLab, as companhias podem remover os resíduos elas mesmas, de forma segura, uma vez que a PaperLab reduz o papel até suas fibras, fazendo as informações contidas desaparecerem. O sistema inovador gera um papel novo depois de três minutos após receber o resíduo. É capaz de produzir cerca de 14 folhas por minuto e 6.720 folhas A4 em um dia de oito horas de trabalho. Os usuários podem desenvolver vários tipos de papel para atender às suas necessidades, tanto A4 quanto A3 de diferentes espessuras, além de cartões de visita e papéis coloridos.

A PaperLab utiliza a tecnologia “Dry Fiber” exclusiva da Epson, que produz papel sem a utilização de água no processo de reciclagem, como acontece nos sistemas convencionais. Por isso é um valioso recurso global. Por atuar nos escritórios, permite reduzir e simplificar o ciclo de reciclagem. Isso porque os usuários vão comprar menos papel novo e diminuir as emissões de CO2. O papel usado é aglutinado mecanicamente com o uso de um mecanismo original que transforma papel em fibras longas e finas. Por não usar água e ter um design compacto, o equipamento pode ser instalado até em pequenos escritórios. Ele permite aos usuários controlar a densidade, espessura e tamanho do papel. Com o lançamento da PaperLab, a Epson espera redefinir o conceito do consumo de papel.

www.epson.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Tire suas duvidas aqui