Jornal O Serigráfico

 

Comunicação, contabilidade e financeiro dão o pontapé inicial ao projeto

 

 

Com o grande aumento do empreendedorismo no Brasil e especialmente entre nossos leitores, trazemos mais essa novidade ao mercado: um serviço de consultoria que pretende auxiliar o pequeno empresário de serigrafia, comunicação visual, brindes e outras áreas correlatas a crescer sua empresa.

Ao longo de nossos 22 anos de história e com a participação em inúmeras feiras, onde temos a oportunidade de um contato mais próximo com nosso público, identificamos a necessidade e a carência de um serviço de consultoria, onde profissionais qualificados pudessem fazer um trabalho focado, permitindo que o empreendedor possa voltar suas atenções àquilo que ele realmente domina.

O serviço de consultoria foi lançado na feira Serigrafia Sign FutureTextil e gerou uma repercussão bastante positiva. Durante o evento, um time de consultoras das áreas de comunicação, contabilidade e financeiro estiveram à disposição do público para esclarecer dúvidas e direcionar o empresário para a melhor solução.

“Entendemos que o empresário brasileiro, ainda que pequeno, precisa aprender a delegar funções para que sua empresa possa crescer, focando suas energias naquilo que ele realmente é bom, seja qual for seu ramo de atuação. Sabemos que muitas vezes o empreendedor não busca uma consultoria por medo de não poder arcar com os valores praticados, mas queremos desmistificar essa ideia. Nosso propósito é oferecer consultoria a preços acessíveis, fornecendo um serviço profissional e adequado a cada caso”, explica Aline Nicoletti, contadora e administradora, especializada em empresas de pequeno porte e colunista de O Serigráfico. “O governo facilitou muito a abertura de empresas, porém saber identificar o melhor enquadramento, o código CNAE, fazer as senhas na Prefeitura e outras peculiaridades não são processos tão simples. Um enquadramento errado, por exemplo, pode gerar multas e até fechar uma empresa. O que pretendemos é que o empreendedor possa dormir tranquilo sabendo que sua empresa está em conformidade com as leis vigentes, entre outros aspectos que envolvem a contabilidade”, completa.

Outra dificuldade que a maioria não identifica é com relação ao setor financeiro. “Saber, por exemplo, se a empresa tem fluxo de caixa suficiente para fazer um investimento em um novo equipamento é fundamental. Um investimento errado pode quebrar uma empresa, especialmente as de pequeno porte. Outro erro bastante comum do empresário brasileiro é confundir as contas pessoais com as contas da empresa. É fundamental fazer um levantamento do faturamento da empresa e entender qual é a retirada mensal que o empresário pode fazer e a partir dela é que devem sair as despesas pessoais. Misturar os caixas pode ser a receita do fracasso, de modo que quebra não só a empresa, mas também a pessoa física”, comenta Leticia Sousa, consultora financeira. “Fluxo de caixa, capital de giro, análise de investimentos, projeções financeiras, entre outros, estão entre os serviços que pretendemos oferecer ao empreendedor, tirando dele a ideia de que ‘isso não é para a minha empresa porque é caro’. Não é segredo que muitas pessoas têm uma grande dificuldade em lidar com as questões relativas ao dinheiro e acabam fazendo tudo de modo amador. Mas pra quê correr o risco de afundar sua empresa por falta de conhecimento se você pode contar com um profissional que te oriente e consiga manter sua empresa num ponto de equilíbrio?”, questiona.

O trio de consultoras inicialmente formado pelo projeto fica completo com a jornalista Patricia Sousa, especialista em assessoria de imprensa, comunicação corporativa e produção de conteúdo. “Saber identificar o seu público-alvo e entender a melhor maneira de se comunicar com ele é fundamental. A comunicação promove o fortalecimento de uma marca, bem como a destruição da mesma. Nos dias atuais, muita gente acha que investir no Google é a melhor saída, mas não entendem que cliques não significam necessariamente vendas, que fortalecimento de marca não se faz com publicidade paga e que visibilidade não significa engajamento. Curtidas não significam nada se aquele público não compra o seu produto. E mais: como você pode atingir uma parte da população que não sabe que você existe e que, consequentemente, não está te procurando? Isso só se consegue através de um trabalho focado de comunicação, que identifique a melhor maneira de posicionar a sua marca”, explica. “Muitas pessoas acham que a comunicação pode ser feita de maneira intuitiva – e até pode – mas nem sempre isso traz o resultado esperado. Queremos acabar com o desperdício de tempo e energia que o empreendedor tem quando se propõe a fazer aquilo que não é de seu domínio e conhecimento, roubando-lhe o foco no que realmente importa”, diz.

Para completar os novos serviços oferecidos pelo Jornal O Serigráfico, nosso diretor, Sousa, especialista em questões de mercado, processos de impressão, inovações e assuntos correlatos se lança como palestrante, para assuntos de mercado ou palestras motivacionais. “São 22 anos de história e andanças de mercado, que me trouxeram uma bagagem enorme de informação de ponta. Como imprensa, sempre transitei livremente entre todos os tipos de empresas, mesmo que concorrentes e posso falar de mercado com isenção. Estamos aqui para auxiliá-los da melhor maneira possível a entender as peculiaridades do nosso mercado, podendo, assim, fazer escolhas mais acertadas e que tragam sucesso e rentabilidade. É para isso que lançamos esses novos serviços: para ajudar você a ser um profissional mais ‘profissional’”, declara.

Além dos serviços já citados, outras áreas serão agregadas ao novo projeto de O Serigráfico, conforme o mercado for sinalizando suas necessidades. Não deixe de entrar em contato conosco e nos contar sobre suas principais dúvidas: consultoria@oserigrafico.com

Para conversar com nossos profissionais, entre em contato pelos e-mails: nicolettiassessoria@gmail.com (contabilidade); le.sousa@hotmail.com (financeiro); patrícia@antenacomunicacao.com.br (comunicação) e sousa@oserigrafico.com (palestras sobre mercado e motivacionais).

Comente: