Jornal O Serigráfico

Thomaz Caspary*

Quando chega um novo ano, a maioria das pessoas procura sempre renovar velhas promessas e intenções que nunca conseguem cumprir, porque não têm um plano de ação que as leve aos resultados desejados, ainda mais neste momento onde a situação política e econômica, nos deixa totalmente inseguros. De certa forma a história continua sempre a mesma, mudando-se apenas os personagens. O momento atual na nossa “fuliginosa” economia, onde a grande maioria dos segmentos de mercado está praticamente estagnada, realmente não é mais uma simples “marolinha”.

Isso nos leva a buscar soluções de sobrevivência e principalmente bons resultados, sendo que alguns de nossos colegas gráficos estão enxergando um universo mais otimista para suas empresas. Apesar disso, entendo que o mundo é dividido em dois tipos de pessoas: os motivados que fazem… e os desmotivados que sempre reclamam. Porém, não adianta ficar na irresponsabilidade da lamentação, precisamos construir resultados a partir de um plano de negócios. Os otimistas quase sempre enxergam oportunidades nas dificuldades e os pessimistas enxergam dificuldades nas oportunidades.

Com a economia instável, como neste momento, os impactos sofridos pelas nossas gráficas especializadas em seus próprios segmentos de impressão são enormes. A velocidade nas mudanças é uma das grandes características das empresas que se manterão no mercado com um novo modelo de operação. Infelizmente, meu amigo empresário, não existe mais posição confortável e as empresas que não buscarem seu realinhamento, enfrentarão um risco maior de sair do mercado. Portanto, mãos à obra e comecem desde já a trabalhar com afinco.

Aqui algumas diretrizes básicas:

  • Faça uma revisão em seus custos fixos imediatamente.
  • Analise a sua oferta ao cliente, revendo o custo dos materiais e de serviços e feche o preço, com base em Lucro e Contribuição Marginal.
  • Analise diariamente o desempenho das vendas e de sua equipe.
  • Reanalise a área creditícia de seus clientes, mesmo os habituais.
  • Refaça sua política de Compras. Amplie o número de fornecedores.
  • Seja muito rígido, no item: Qualidade de Materiais e Processos.
  • Faça o seu PCP funcionar sem desvios e sem “by-pass”.
  • Implante Boas Práticas com Normas e Procedimentos a partir da área comercial, desempenho de vendas, pré-cálculo e PPCP.
  • Analise diariamente sua produção e produtividade e resultado.
  • Faça o Pós-Cálculo de cada Ordem de Serviço.

Poderíamos enumerar mais uma série de procedimentos, onde naturalmente a análise do fluxo de caixa e o controle financeiro estão em primeiro lugar. Não vá atrás do que “os colegas” estão fazendo ou falando. Controle a sua própria empresa estabelecendo seus próprios critérios. Se necessitar de ajuda, procure um consultor, seu sindicato ou a Associação de Classe.

Para os amigos que se interessarem por assuntos relativos a empresas, convido a buscar estes assuntos em nossa página da Printconsult ou nas nossas diversas páginas do Facebook.

Neste ano de 2017, você terá tudo para fazer a grande diferença, levando sua empresa a bons resultados, como a maioria dos colegas estruturados. Sabemos que passamos por momentos difíceis. Qualquer leigo sabe hoje que o nosso país deveria estar crescendo, o que em função da situação “canibalista” não deverá acontecer.

Mas cresceremos sim! Será que não temos tecnologia? Será que ficamos obsoletos? Nada disso… O nosso país está próximo de se tornar em poucos anos uma saudável economia. Isso depende especificamente de você e de suas atitudes!

 

* Thomaz Caspary é consultor de empresas, Coach e diretor da Printconsult Ltda. – tcaspary@uol.com.br – (11) 3167-6939.

Comente: