Jornal O Serigráfico


1 – Refletir: Lembre-se de que qualquer ato de consumo causa impactos no planeta. Procure potencializar os impactos positivos e minimizar os negativos;
2 – Reduzir: Exagere no carinho e no amor, mas evite desperdícios de produtos, serviços, água e energia. Procure minimizar a geração e desperdício de resíduos;
3 – Reutilizar: Use até o fim, não compre novo por impulso. Invente, inove, use de outra maneira. Talvez vire brinquedo, talvez um enfeite, talvez um adereço…
4 – Reciclar: Utilizar o resíduo descartado como matéria-prima em novo processo. Em casa, separe os resíduos orgânicos dos que podem ser reciclados. Entregue os recicláveis em postos de coleta ou para o catador.
5 – Respeitar: A si mesmo, o seu trabalho, as pessoas e o meio ambiente. As palavras mágicas sempre funcionam: “por favor” e “obrigado”.
6 – Reparar: Quebrou? Conserte. Brigou? Peça desculpas e também desculpe.
7 – Responsabilizar-se: Por você, pelos impactos bons e ruins de seus atos, pelas pessoas, por sua cidade.
8 – Repassar: Passe adiante. Compartilhe com seus amigos. Inspire outras pessoas.
Fonte: INSTITUTO AKATU (adaptado)
Esses conhecidos 8 “Rs” da Sustentabilidade são muito fáceis de aplicar quando existe consciência. A consciência da importância de diminuir a geração do lixo, de ter um consumo consciente, de não desmatar, de não poluir as águas, de não queimar lixo ou resíduos a céu aberto. A consciência de querer mudar para viver melhor!
Se pretendermos habitar e viver nesse Planeta Terra com qualidade, só a mudança de comportamento nos propiciará a simplicidade desse objetivo. E como é difícil ser simples! Não julgar, não impor regras, somente aceitar a natureza e conviver com ela: Se tudo isso acontecesse, não haveria tantos conflitos, tanta corrupção, tanta necessidade de punição. Ser sustentável é pensar no bem comum, no outro habitante da Terra, seja ele racional ou não. Todos somos importantes, até mesmo os unicelulares, pois se eles existem, para o planeta eles têm uma função, e nós, humanos, racionais, só estamos quebrando essa cadeia harmônica que há em nosso lar no cosmos ao extinguirmos as espécies e alterar o ritmo da natureza.
Pensemos em nossa casa, nosso trabalho, nosso bairro, nossa cidade, nosso estado, país, continente e planeta. Nós temos o poder de mudar e ter a consciência tranquila de que faremos o melhor para as próximas gerações.
Comece com um voto, agora, nas eleições, realmente pensando em tudo isso. Vamos eleger representantes íntegros e, para isso, informe-se e prepare-se. Nossa escolha será com atitude consciente, sem desperdício e com muita reflexão e responsabilidade.

Silvia Regina Linberger dos Anjos
www.maqtinpel.com.br

Comente: