Jornal O Serigráfico

 

Feminaria é também uma rede afetiva de empreendedorismo feminino

 

 

Criado em abril de 2016 pela advogada Ana Carolina Bavon, o Feminaria surgiu inicialmente como um grupo do Facebook, com a intenção de reunir talentos femininos e fomentar a economia colaborativa. “Eu tinha a ideia de fazer alguma coisa que as mulheres pudessem compartilhar conhecimento e parcerias profissionais. Eu tinha vontade de ajudar como advogada, eu queria responder dúvidas de empreendedoras para que elas não passassem dificuldades e abri para que outras profissionais fizessem o mesmo. Assim nasceu o grupo Feminaria, inicialmente um grupo para troca de contatos profissionais, onde uma pudesse ajudar a outra e, consequentemente, consumir os produtos e serviços entre elas”, conta Ana Carolina.

O grupo foi tomando corpo e com o tempo, a advogada percebeu que existiam outras necessidades no mundo do empreendedorismo feminino, lacunas profissionais e pessoais que precisavam ser preenchidas. “A partir do grupo e das necessidades que fui notando, criei a rede de associação profissional feminina e a procura foi tanta que cinco meses depois eu decidi alugar uma casa na Aclimação para completar o projeto e fundar a primeira casa de coworking feminina do Brasil, algo que eu já tinha vontade de fazer desde 2008, quando vi na Irlanda. O local tem ambiente para reuniões, diversas mesas de trabalho e espaço para eventos e palestras”, comenta.

A Casa Feminaria é um local onde toda profissional empreendedora tem as ferramentas essenciais para alcançar seus objetivos, com consultorias, networking, espaço compartilhado e muito mais. “Oferecemos consultoria multidisciplinar por meio de uma abordagem empática e colaborativista, tanto para o setor de serviços quanto para o de produtos. Porto seguro de projetos como ‘Mães do Enem’ e ‘Atreva-se’ – projeto inspirado na escola de desprincesamento chilena, a Rede é um projeto exclusivo e inovador no Brasil”, diz Ana Carolina.

Para utilizar a Casa Feminaria, a mulher pode ser uma associada, pagando um valor mensal que cabe no bolso em 2 tipos de planos: para quem mora em São Paulo e Plano Brasil ou pode utilizar os serviços avulsos. No Plano São Paulo, a associada tem o direito de uso de duas horas mensais no coworking, 2 horas mensais na sala de reunião, 15 % de desconto em todos os eventos da Casa, prioridade na inscrição para eventos gratuitos, 1 hora mensal com plantonistas da Casa, endereço profissional para cartão de visita (recebimento de correspondências profissionais), carteirinha e número de identificação, acesso aos descontos das empresas e profissionais que oferecem o Selo Apoiadora Feminaria. No Plano Brasil, a associada tem direito ao material didático dos cursos ministrados pela Feminaria, 1 hora mensal com plantonistas da Casa (via Skype), carteirinha e número de identificação e acesso as descontos das empresas e profissionais que oferecem o Selo Feminaria.

A Rede Feminaria  – que é uma rede de associação profissional feminina – também promove happy hours, cursos e palestras com o objetivo de fomentar o networking e profissionalizar as mulheres da rede. “Nosso objetivo é de que todas as mulheres se fortaleçam juntas em suas profissões/empreendimentos para que tenham autonomia efetiva e possam assim chegar aonde bem desejarem! E nossa luta é essa, apoiarmos umas às outras para nos tornarmos mais fortes para trilhar os caminhos que nos levam ao que realmente planejamos para nós. O propósito é impactar de maneira positiva a economia e movimentar o mercado através de ações de colaborativismo, por meio do fomento, desenvolvimento e visibilidade dos empreendimentos de profissionais mulheres” finaliza Ana.

A Casa Feminaria fica na Rua Inglês de Sousa, 14 – Aclimação – São Paulo, tel: 11 2737 5998

www.feminaria.com.br

 

Comente: