0 Comments

A mentira aprisiona. Você pode enganar alguém por algum tempo, mas o próprio tempo se encarrega de trazer a verdade à tona. Quando se conta uma mentira, o mentiroso obriga-se a continuar mentindo indefinidamente e aí acaba a tranquilidade, o sono dos justos, ao qual todo ser humano faz jus, porém, lamentavelmente, não é bem assim que acontece. Felizmente, nos últimos anos tivemos e estamos tendo inúmeras oportunidades de conhecer a verdade através das mentiras que nossos Ex.mos Srs. políticos e administradores de empresas públicas insistem em acreditar que acreditamos nas mentiras que contam. Chegam a ser ridículas as artimanhas para enganar a justiça, o povo e a própria consciência. Eles não admitem a verdade mesmo com todas as evidências e provas que comprovam as mentiras que sustentam. Ok! Um dia chega a conta e aí cai o pano. Youssef, Eduardo Cunha, Palocci, Vaccari, Dirceu, Bumlai, Cerveró, Geddel, Maluf, Odebrecht, Da Silva, Cabral, Pezão e uma enorme relação de réus, indiciados, condenados e presos. Todos aprisionados em suas próprias mentiras. Uma lista interminável de pessoas outrora desconhecidas que hoje sabemos muito bem o que fizeram nos últimos anos, entretanto ainda falta muito, muito mesmo para mudar essa cultura que nos foi imposta compulsoriamente. Creio que a prioridade para os próximos anos será a construção de muitos presídios. Só pra não falar que não falei, falei. Nesse ano que se encerra, renasce a esperança em um país próspero, transparente e de verdade, doa a quem doer. Desejo a todos um Feliz Ano Novo!

Sinval Lima é Diretor da Brisk
sinval@brisk.com.br

Tire suas duvidas aqui