Jornal O Serigráfico

 

 

 

Com tantos cortes, pela mais forte crise econômica a qual já passamos no país, esse tema sustentabilidade também requer atenção e passa por rupturas. Sabemos que todos os negócios estão em permanente evolução e a inovação tecnológica é o que move o crescimento e o diferencial de resultados, frente ao mercado consumidor.

Há muitas linhas de crédito nos bancos dirigidas para as empresas destinadas às inovações na área ambiental para os negócios no Brasil e no mundo.

Devemos pensar no futuro.  Planejar e agir agora. Muitos assuntos são determinados sem a nossa atuação, empresários e colaboradores.  Informo, por exemplo, que o Ministério do Meio Ambiente publicou o documento-base para a elaboração da Estratégia Nacional de Implementação e Financiamento das Contribuições Nacionalmente Determinadas (NDCs).

Essa é a proposta inicial para abrir os debates sobre a implementação de decisões assumidas no Acordo de Paris, em vigor no Brasil desde novembro do ano passado. A partir do acordo, o País assumiu o compromisso de implantar ações e medidas que apóiem o cumprimento das metas estabelecidas nas NDCs. As sugestões enviadas até 15 de março de 2017 serão encaminhadas ao Fórum Brasileiro de Mudanças Climáticas. Para participar, os interessados devem preencher o formulário e enviar para o e-mail ndcdobrasil@mma.gov.br.

O Fórum é responsável por coordenar a elaboração da estratégia brasileira para o alcance das NDCs. O documento-base, que não antecipa a posição do governo sobre o tema, foi elaborado por consultoria do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID).

A Estratégia Nacional será articulada entre o governo federal, governos estaduais e municipais, setores relevantes da economia e segmentos da sociedade, entidades representativas, organizações não-governamentais, movimentos sociais e demais grupos. Informe-se.  Nós podemos mudar, se nos propusermos a ajudar. Depois que as propostas tornam-se leis, fica mais difícil ter que cumpri-las ou alterá-las. Caso tenha algumas sugestões, participe e encaminhe para o e-mail acima.

Comente: