Jornal O Serigráfico


O Brasil é um dos maiores mercados de sublimação do mundo, e com isso a preocupação das empresas ligadas ao ramo em oferecer aos consumidores um produto confiável aumenta a cada ano.
Pensando nisto, a JC Digitex, do empresário conhecido como um dos principais desenvolvedores do mercado de sublimação na América Latina, Cristiano Manenti, decidiu formar uma parceria com a Isocarbo, empresa italiana fabricante de tinta para sublimação, para trazer a marca para o Brasil e daqui a dois anos implantar uma fábrica, tornando-se a primeira indústria nacional da categoria com tecnologia italiana.
A Isocarbo é uma empresa italiana, da região de Como, que atua no mercado têxtil tradicional desde 1923, desenvolvendo tecnologias inovadoras e sustentáveis para o exigente setor têxtil. Em 2013, com a entrada de Harutiun Manoukian (ex-dono da antiga empresa Manoukian), a Isocarbo começa a atuar na produção de tintas para sublimação digital. A partir deste momento, Isocarbo começa a ser o parceiro preferido dos maiores fabricantes mundiais de tecido poliéster, entre os quais Miroglio.
“O nosso objetivo é entrar no mercado brasileiro para mostrar a performance da tinta Isocarbo. Na maior parte dos casos, os clientes de sublimação não têm um controle preciso dos próprios custos de produção, isso dificulta pegar novos pedidos, pois o preço do produto estampado, determinado pelo mercado, prevalece, aparentemente, abaixo do próprio custo, e no pior dos casos pode dar até um prejuízo na lucratividade da empresa. Nosso propósito não é somente trazer um produto italiano de altíssima qualidade para o mercado, mas poder implementá-lo no processo de produção do cliente para alcançar a maior performance de rendimento e produtividade mostrando o que isso gera na lucratividade da empresa. Por isso que acreditamos na importância fundamental do serviço técnico, para alcançar a melhor performance do nosso produto. O mercado têxtil atual mostra uma rápida queda dos preços, que continuará nos próximos anos, somente quem puder otimizar e estandardizar os próprios custos e alcançar a maior produtividade poderá ficar competitivo no mercado de amanhã”, comenta Cristiano Manenti.
A tendência internacional caracterizada pela inovação tecnológica faz com que cada vez mais o mercado têxtil se consolide e, desta forma, ter no Brasil uma fábrica de tintas para este segmento com tecnologia italiana será essencial para aquele consumidor que exige qualidade com custo acessível.
“O mercado sublimático vai continuar crescendo em volume, mas o custo tende a baixar, dados mundiais apontam que muitas indústrias têxteis migrarão para o poliéster e com isso a sublimação vai estar em alta. A Isocarbo é totalmente independente, nossa proposta é sermos ágeis, livres do condicionamento de grandes grupos e focados no cliente, oferecendo o melhor serviço técnico e custo-benefício”, finaliza Cristiano.

www.jcdigitex.com

Por: Mara de Paula Giacomeli

Comente: