ColunaMercado

A NOVA REALIDADE DO E-COMMERCE NO BRASIL.

0

Para existir no mundo dos negócios é fundamental estar na internet. O  último relatório anual do e-commerce, divulgado pela Associação Brasileira de Comércio Eletrônico (Abcomm), apontou que os empreendedores realizaram 2.028.827 vendas (79,5% a mais que 2018), acumulando um total de R$ 457.722.344 em 2019, cerca de R$ 182 milhões a mais que o ano anterior. Dessas vendas, 22% foram realizadas através das mídias sociais.

Ainda segundo a Abcomm, as vendas pela Internet no Brasil deveriam crescer 16% até 2021.O que os brasileiros não esperavam era que o país fosse atingido pela pandemia do COVID-19 e que isso mudaria completamente esse cenário.

Segundo a 42ª edição do Webshoppers, pesquisa da Ebit|Nielsen, o e-commerce brasileiro registrou crescimento de 47% no primeiro semestre deste ano, sem dúvidas a maior alta em 20 anos. Com o fechamento das lojas físicas durante o “lockdown”, a solução foi recorrer ao comércio eletrônico; empresários migraram para o meio digital e o consumidor se adaptou à situação e mesmo depois, o hábito permaneceu.

O crescimento do faturamento do setor foi impulsionado pela alta de 39% no número de pedidos, em relação ao primeiro semestre de 2019. Além do número de pedidos e vendas, o valor do ticket médio nas compras online dos brasileiros também cresceu (6%), passando de R$ 404, no primeiro semestre de 2019, para R$ 427 no mesmo período deste ano.

O fortalecimento do e-commerce veio para ficar. A tendência, que já se confirma, é as empresas manterem canais de vendas online mesmo com a reabertura das lojas físicas. Até em situações em que a compra não é fechada pela web, a Internet tem papel importante na decisão do cliente. Para o consumidor confiar no seu negócio, é preciso ter um site ou loja virtual segura, com conteúdo relevante e uma boa plataforma de vendas. O produto ou serviço deve estar disponível em diversos canais, de diferentes formas, para aproximar o futuro comprador, seja por redes sociais (funcionando como vitrines e canais de marketing), blogs, lojas virtuais ou físicas.

O melhor caminho para empresários é apostar no marketing focado em relacionamento e conteúdo para construir uma relação com o lead. Trabalhar com integração das redes sociais e website é o rumo mais viável para quem empreende.

NOBERTO KICUTI

Diretor Técnico da Procesys MKTi

nkicuti@procesys.com.br

(11) 2251-6990

(11) 96631-6776

 

Sistema Tagless

Anterior

A renovação da sustentabilidade

PRÓXIMO

Comentários

Comments are closed.

pt_BRPortuguese