Evento

Rio de Janeiro fecha Trends of Print 2016 com grande público e intenso conhecimento

0
Trends of Print Rio. Alexandre Keese apresenta as tendências para o mercado gráfico.

A cidade do Rio de Janeiro recebeu na manhã do último dia 30 de agosto a terceira etapa da Trends of Print 2016, evento realizado pela Afeigraf com organização da APS Feiras. Um grande público lotou o espaço da conferência e adquiriu um rico conteúdo, transmitido por experts do setor com base em uma minuciosa curadoria de informações e dados.

O evento teve início com o presidente da Afeigraf (Associação dos Agentes de Fornecedores de Equipamentos e Insumos para a Indústria Gráfica), Eduardo Sousa, que destacou aos profissionais a história da Associação e sua luta pelo desenvolvimento de ações e projetos que atendam às demandas do segmento de impressão.

O público presente no evento saiu plenamente satisfeito com as informações recebidas, que vão ajudar no desenvolvimento de novos projetos, na difusão de novas ideias e no pensamento do profissional gráfico agregar mais valor às soluções oferecidas. Além das palestras, os presentes receberam material dos patrocinadores e uma revista detalhando o que os Associados Afeigraf levaram para a drupa 2016.

O diretor da APS Feiras e especialista no segmento de impressão, Alexandre Keese, foi o responsável por apresentar o conteúdo de Tendências Mercadológicas. Ele destacou números da indústria gráfica mundial e brasileira; atualmente, o país possui, segundo a Abigraf, mais de 20 mil empresas e 200 mil profissionais, com receita na casa de R$ 45 bilhões, uma “prova de uma indústria viva, visto que hoje ninguém vive sem impressão, ela está presente em nossa vida das mais variadas formas”. Também foram apresentados os números por segmento de impressão, com destaque para embalagens e também para livros, que após ter sofrido um impacto inicial do livro eletrônico, já registra novamente bons índices.

O especialista apresentou, com base em pesquisas feitas por importantes entidades, como a drupa, diversos desafios para o empresário de impressão atual ao redor do mundo. As pesquisas indicam que as gráficas estão mudando o mix de digital e convencional conforme as condições econômicas, e as mudanças na demanda passam a ter efeito. Há um aumento dos trabalhos convencionais, como folhetos e folders, mas com redução de tiragens, buscando uma divulgação diferenciada, mais focada e atual. A nova demanda traz a necessidade de um menor tempo entre trabalhos, sendo necessárias ferramentas que auxiliem na otimização do fluxo de trabalho. Keese pontuou que hoje muitas gráficas possuem tal ferramenta, mas não sabem utilizar da forma mais adequada.

Outro desafio que o empresário precisa enfrentar é trabalhar de forma mais eficiente para produzir melhor, com lucratividade. Neste ponto, a impressão digital pode ajudar, sendo importante complemento e colaborando na incorporação de novos serviços às gráficas. O recurso de dados variáveis traz melhores possibilidades de comunicação direta e particular com o cliente final das empresas.

O especialista e consultor Ricardo Minoru levou seus mais de 20 anos de experiência na indústria gráfica aos profissionais cariocas em uma palestra que apresentou um panorama único do que foi a drupa quando falamos de tecnologia. De maneira simples e inteligente, Minoru deu sua impressão sobre o que viu na feira e o que guiará o mercado de impressão nos próximos anos. Foram destacados os altos investimentos das grandes companhias de impressão, além das parcerias entre as empresas que vêm moldando as evoluções e o futuro do segmento. A análise tecnológica se encontra com a mercadológica ao deparar-se com equipamentos que visam as menores tiragens com maior valor agregado, buscando o menor tempo de setup e a maior comunicação entre todos os canais (do impresso ao digital). Ricardo Minoru frisou a força adquirida pela impressão de embalagem durante a drupa 2016.

Os participantes da Trends of Print acompanharam uma grande aula sobre tecnologia. Dentre os vários temas listados, estão o avanço dos toners seco e líquido, a comunicação multicanal, o gamut expandido, a pré-impressão, impressão inkjet de produção industrial, com uma relevante explanação técnica sobre o inkjet e seu funcionamento, assunto de grande relevância visto dentro da drupa 2016. Minoru finalizou destacando diversos aspectos técnicos da nanografia, apresentada por Benny Landa durante a feira e que promete ser um tema de grande atenção nos próximos anos dentro da indústria gráfica, quem sabe até uma das tecnologias consolidadas na drupa 2020. A terceira etapa da Trends of Print contou com o importante apoio das entidades gráficas do Rio de Janeiro.

 

Fonte: APS Feiras

 

Akad lança NovaJet UV FR3210T híbrida equipada com cabeças Kyocera

Anterior

Triângulo Screen comemora 30 anos

PRÓXIMO

Você pode gostar

Evento

EFI apresenta Reggiani BOLT

A impressora digital têxtil EFI™ Reggiani BOLT de passagem única avançada e novíssima da Electronics For Imaging, Inc. (Nasdaq:EFII) fez sua estreia durante ...

Comentários

Comments are closed.

Mais em Evento