Coluna

Uso do silk screen na indústria

0

O uso do silk screen vem crescendo a cada dia nas pequenas, médias e grandes indústrias devido à facilidade de aplicação sem necessidade de alto investimento.
Usado em diversos segmentos, podemos citar:
– Indústria mecânica: para identificar equipamentos, decorar o painel dos aparelhos ou identificação na máquina.
– Indústria eletrônica: na identificação de peças, circuitos impressos, painéis, componentes, entre outros.
– Indústria de automóveis: na decoração de diversos acessórios.
– Indústria de cosméticos: nas embalagens.
– Indústria de alimentos: nas embalagens.
– Indústria de tintas: nas embalagens em diversos tamanhos: 1 litro, 3,6 litros, 5 litros, 10 litros e 20 litros.
Na prestação de serviços, diversas pequenas empresas terceirizam a parte de impressão para médias e grandes empresas. Algumas utilizam equipamentos e produtos de última geração, sendo mais técnicas, enquanto outras empregam produtos mais simples e de menor custo. Nesta categoria, contribuem as estamparias de tecidos e as empresas de brindes.
Muitas vezes, por falta de orientação ou de conhecimento técnico, os utilizadores de silk screen não chegam a utilizar certas aplicações do produto.
Quem trabalha com o desenvolvimento de produtos novos desconhece o potencial do silk screen, que garante beleza de impressão, com aderência, textura e alta durabilidade à luz ultravioleta quando exposto ao sol.

hajimeotsuka@yahoo.com.br

Para obter perfeita impressão final, é necessário um conhecimento avançado em todo o processo que antecede a impressão

Anterior

Como planejar suas ações para vender mais

PRÓXIMO

Você pode gostar

Coluna

A NOVA REALIDADE DO E-COMMERCE NO BRASIL.

Para existir no mundo dos negócios é fundamental estar na internet. O  último relatório anual do e-commerce, divulgado pela Associação Brasileira de Comércio Eletrônico ...
Coluna

Se ninguém fala…

A mentira aprisiona. Você pode enganar alguém por algum tempo, mas o próprio tempo se encarrega de trazer a verdade à tona. Quando ...

Comentários

Comments are closed.

Mais em Coluna